Mi Buenos Aires Querido - Parte 3

Como eu disse antes, nós não nos organizamos ou programamos as nossas atividades com antecedência, mas alguns lugares estávamos decididos a conhecer, só não sabíamos em qual dia iríamos.

A primeira coisa que fiz quando chegamos no hotel à noite, no primeiro dia, foi ligar o notebook (sempre levo porque sempre acabo fazendo algumas pesquisas durante a viagem!) e peguei alguns roteiros de amigos que me enviaram por e-mail ou postaram em blog.

Decidimos ir à San Telmo. Fomos de ônibus mesmo, pegamos o 10 e descemos há 2 quadras da feira. O transporte público não é dos melhores, mas no viramos bem por lá e a passagem custa apenas $ 2,00 o equivalente à R$ 0,90. Depois descobrimos que dava pra gente ir andando a partir da Plaza de Mayo (no final eu vou dizer o por quê).

Aos Domingos acontece a famosa Feira de Antiguidades de San Telmo. É um dos bairros mais antigos de Buenos Aires. É uma das áreas mais bem preservadas da cidade. Tem todo um estilo colonial, com as ruas empedradas. Pra quem conhece o bairro de Santa Teresa aqui no Rio, vai se lembrar bastante.

Nós, no meio da feirinha em San Telmo.
A feirinha acontece no centro de San telmo, que se localiza na Plaza Dorrego, uma área famosa por seus antiquários e cafés. Pra quem é boêmio, vai adorar! 

Em frente as barraquinhas e as antiquidades.
Uma das coisas bem interessantes lá em San Telmo é a quantidade de artistas  lá. Encontramos um casal de idosos dançando tango. A coisa mais linda de se viver!

Casal de idosos dançando tango.
Começou a bater a fome e paramos em um dos cafés, a Pulperia La Volant, pra tomar um café: pedimos um café expresso e as famosas medialunas (parece croissant com mel por cima)... hummmmmm.

A entrada da pulperia.

As deliciosas medialunas.
A decoração do café era um show à parte. Com um carro antigo na entrada, bomba de gasolina antigona, bem estilo Santa Teresa mesmo.

Pulperia La Volant

Pulperia La Volant

Nós na Pulperia La Volant.
Voltamos a andar pela feirinha e fazer algumas comprinhas. Até chegar nesta barraca da foto onde achei uma das coisas mais deslumbrantes: câmeras fotográficas que existem desde antes de eu nascer e pasmem, ainda funcionam!

Eu e as câmeras fotográficas. 
Eu e marido amamos a feira. Na nossa enquete, depois da viagem, escolhemos esse dia como um dos melhores da viagem. Nós  adoramos artesanatos, antiguidades e feiras.

Percorremos toda a feira até que me lembrei de perguntar a um policial aonde ficava a estátua da Mafalda, a minha bonequinha lindinha que tanto adoro, do Quino, um pensador, desenhista, historiador argentino, criador da bonequinha mais fofa desse mundo!

E ele me indicou: na esquina da Rua Chile! Lá fui eu, né?!

Achei tão estranho, eles pouco se empolgam em falar do Quino, mas enfim, eu ADOREI tirar foto com ela :-)

Marcio, Mafalda e Eu.
Continuamos a caminhar e paramos pra almoçar, afinal já era quase 14 horas. Entramos num restaurante que parecia bom, mas ao pedir a comida, nos arrependemos amargamente, tanto que nem lembramos o nome! Só lembramos que o almoço custou $ 100,00. Caro pro pé sujo que era!

Uma coisa muito importante é: cuidado com as bolsas e carteiras! Como a gente fica distraído com a feira, têm muitos batedores de carteira!

Quando chegamos ao final da feira, demos de cara com a Plaza de Mayo. Não sabíamos que era tão perto da Plaza de Mayo, fomos de ônibus à toa, mas é uma boa caminhada. Pra gente, que adora conhecer os lugares, adoramos descobrir isso!

No final das contas, descobrimos também, que era o Brazilian Day em Buenos Aires! Não tinha ninguém famoso do Brasil. Mas foi bom ouvir um sambinha...
Brazilian Day na Plaza de Mayo.
Voltamos ao hotel, descansamos um pouco, afinal estávamos sem pernas e partimos pra um rodízio de carne. Algumas pessoas nos indicaram o Cabana Las Lilas, mas os atendentes do hotel falaram que era muito caro e nos indicaram o Siga La Vaca, que também já tinha sido indicado por outros pessoas. Algumas pessoas diziam que era ruim, qualidade ruim, mas acabamos optando pelo Siga La Vaca.

Siga La Vaca
Se o restaurante é ruim, eu não sei. Se é ruim comparado aos outros, eu também não sei. Só sei que nós gostamos de lá. Dá uma olhada nas fotos!

Buffet no Siga La Vaca

As carnes do Siga La Vaca.
O rodízio custou $ 130,00 por pessoa, o que incluía: Rodízio de carne, buffet, uma bebida (refrigerante, cerveja ou vinho) e uma sobremesa. Para a nossa surpresa, o refrigerante era uma jarra de 1 litro pra cada um.

O Siga La Vaca fica localizado em Puerto Madero, o porto, que também é de onde sai a barca do Buquebus, que leva à Colônia del Sacramento e Montevidéo no Uruguai.

Após o jantar, fomos caminhando por Puerto Madero. Lugar lindo, cheio de restaurantes e bares, centros empresariais... e um cassino (assunto pro último post).

Em Puerto Madero.

Puente de la Mujer
Mais uma vez acabamos e detonados, pegamos um táxi para o hotel e morgamos morto com farofa até o dia seguinte.

14 comentários:

  1. Saudades de vc! Muito gostosa sua viagem... Lembrou, sim, Santa Teresa... escutar um sambinha em terra estranha é tudo de bom (a comida pareceu boa mesmo). bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mere, que bom você por aqui :)
      Lá foi bem gostoso mesmo!
      Beijinhos

      Excluir
  2. HUmmm media luna é muito bom!! eu fui na feirinha de san telmo, mas não comprei nada! fui só para passear mesmo! beijocas ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não comprei nada, só algumas besteirinhas de lembrança mesmo :-)
      Beijinhos pra vocês!!!

      Excluir
  3. Que feirinha bacana Van. Gosto de conhecer. Fez muito bem em levar o notebook pra pesquisar as coisas do local já que não conseguiu ver isso antes.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu viajo pra conhecer o máximo que eu conseguir do lugar :D
      Notebook em viagem é uma mão na roda!
      Beijos

      Excluir
  4. UHU, o bom da Argentina é justo isso a gt vai andando de um lugar para o outro ou paga bem pouco p pegar taxi no fim do dia! rsrsrs

    To adorando!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, o transporte público lá é muito barato! As outras coisas podiam baratear de novo :D
      Beijos

      Excluir
  5. Passando pra desejar um ótimo feriadinho querida! Estou amando os posts sobre a viagem!!!
    Bjocas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jana, obrigada pelo carinho!
      Tem mais coisa pra contar :D
      Beijos

      Excluir
  6. Van, nunca tinha tido desejo de ir a BsAs, mas vendo e lendo o blog tá pintando uma vontade...Bom pra namorar com o marido né?rs

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grazi, eu sou fissurada em viajar! Mas te digo de cara que não é uma viagem romântica!
      Beijinhoooos

      Excluir
  7. Oi querida !!!!!

    Estou lendo todos os seus relatos sobre Buenos Aires. Eu passei parte da minha lua de mel lá e voltei com uma péssima impressão da cidade. Não do local em si, mas das pessoas ... fomos super maltratados várias vezes ....

    Depois de 4 anos, estamos esperando a Giulinha crescer um pouquinho para voltarmos lá e tirar este má impressão dos argentinos.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não cheguei a ser maltratada, mas um primo nosso foi escurraçado de um restaurante, praticamente!
      Volte sim!!! Gostei de lá mas não achei isso tudo que algumas pessoas falam!
      Beijinhos

      Excluir

Fique à vontade e deixe seu comentário ;-)