Dia 14: Um livro de não-ficção


"Só as mães são felizes" é um livro, biografia. Em um depoimento dado a Regina Echeverria, num tom quase de confidência, Lucinha Araujo relata todos os fatos marcantes de sua vida com seu único filho, o inesquecível cantor e compositor Cazuza, morto em 1990, em conseqüência da Aids. Só as Mães são Felizes, além de revelar detalhes surpreendentes sobre a trajetória de Cazuza e sua relação familiar, apresenta uma série de imagens raras do artista. A obra foi transformada em filme. Dirigido por Sandra Werneck e produzido pela Globo Filmes, ele narra a trajetória do ídolo a partir de seu relacionamento com a mãe.

3 comentários:

  1. Vi o filme e gostei. Embora muitas pessoas não admirem dona Lucinha, alegando q ela foi culpada pela derrocada do filho, não vejo por esse lado. Vejo o retrato de uma mãe que fez tudo por um filho. Big Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adoro a forma de escrever da Regina Echeverria.

    ResponderExcluir
  3. Li o livro e guardo com muito cuidado, é o amor da Lucinha nas linhas.

    Beijo

    ResponderExcluir

Fique à vontade e deixe seu comentário ;-)